História

Carregando...

Considerada a mais bela quinta da primeira metade do século XV ainda existente em Portugal, a Quinta da Bacalhôa é uma antiga propriedade da Casa Real Portuguesa. Localizados em Azeitão, a Quinta e o famoso Palácio da Bacalhôa constituem um monumento artístico da maior relevância para o País.
No século XIV, a propriedade pertenceu, como quinta de recreio, a João, Infante de Portugal, filho do Rei D. João I. Herdou-a sua filha Dona Brites, casada com o segundo Duque de Viseu e mãe do Rei D. Manuel I. Os edifícios, os muros com torreões de cúpulas aos gomos e também o grande tanque mandados construir por Dona Brites chegaram aos nossos dias.
Em 1528, a quinta seria vendida a D. Brás de Albuquerque, filho primogénito de D. Afonso de Albuquerque. O novo proprietário, além de ter enriquecido as construções com belos azulejos, mandou construir uma harmoniosa "casa de prazer" junto ao lago e dois robustos pavilhões junto aos muros laterais. Nos finais do século XVI, a propriedade fazia parte do morgadio pertencente a D. Jerónimo Teles Barreto - descendente de Afonso de Albuquerque. Este morgadio viria a ser herdado por sua irmã, Dona Maria Mendonça de Albuquerque, casada com D. Jerónimo Manuel, conhecido pela alcunha de "Bacalhau". É muito provável que o nome "Bacalhôa", pelo qual veio a ficar conhecida a antiga Quinta de Vila Fresca, em Azeitão, se deva ao facto de a mulher de D. Jerónimo Manuel ser designada da mesma forma sarcástica.
Em 1936, o Palácio da Bacalhôa foi comprado e restaurado pela norte-americana Orlena Scoville, cujo neto encetou a missão, na década de 1970, de tornar a quinta uma das maiores produtoras de vinho em Portugal. A arquitetura do Palácio, bm como a sua decoração e jardins, foram influenciados ao longo dos séculos pelos diferentes proprietários, inspirados pelas suas viagens através da Europa, da África e do Oriente. Merece especial nota a colecção de azulejos portugueses do séc. XV e XVI que a adorna, evocando desenhos mouriscos e representando uma casa no lago com vista para a Quinta. Do interior ao exterior, o visitante poderá apreciar peças únicas de coleccionismo, incluindo o primeiro azulejo datado em Portugal, para além dos jardins e vinhas.
Actualmente, a Quinta da Bacalhôa pertence à Fundação Berardo, pertencente à família do mesmo nome e cujo patriarca é o Comendador José Berardo.

A 23 de Junho de 1910 foi classificada como Monumento Nacional.


Na área em redor da Quinta da Bacalhôa, o visitante encontra vilas pitorescas, adegas e uma das paisagens mais belas e imponentes de Portugal - o parque natural da Arrábida.


livro Jr

Palácio e Quinta da Bacalhôa - Inícios da Renascença

Livro escrito por Joaquim Rasteiro, em 1895

(clique na imagem para descarregar o livro) 

desenhos


Desenhos - Apontamentos de Joaquim Rasteiro

Caderno de Joaquim Rasteiro com os padrões de azulejos do Palácio da Bacalhôa

data de 1889

(clique na imagem para descarregar o livro) 


D. Carlos I



Fotografias e Desenhos de D. Carlos I 

   D. Carlos I comprou a Quinta e Palácio da Bacalhôa em 1903, tornando-a uma vez mais propriedade Real. Depois do regicídio, a quinta foi por herança para D. Manuel II, que a vendeu em 1914. 

(clique na imagem para descarregar o livro) 


Livro Restauro Palacio da Bacalhoa

 Restauro do Palácio da Bacalhôa

 Livro com fotografias antes e após as obras de restauro iniciadas em 1936. 

(clique na imagem para descarregar o livro) 


The Garden Club

The Garden Club

Setembro 1937

Artigo sobre Quinta e Palácio da Bacalhôa escrito por Mrs Orlena Scoville 

(clique na imagem para descarregar o livro) 


Vogue 1952

VOGUE PARIS

Junho 1952

Reportagem realizada em Portugal com fotografias no Palácio da Bacalhôa. 

(clique na imagem para descarregar o livro) 


Princess Margaret

Visita da Princesa Margarida, Condessa de Snowdon, ao Palácio da Bacalhôa

Junho 1959

(clique na imagem para descarregar o livro) 


Vogue 1961

VOGUE PARIS

Junho 1961

Reportagem realizada em Portugal com fotografias no Palácio da Bacalhôa.

(clique na imagem para descarregar o livro) 


Country life capa

COUNTRY LIFE

Maio 7, 1964

Artigo "An Ancient Palace South of Lisbon" por Patrícia Martineau

Ilustrações de Warren Martineau

(clique na imagem para descarregar o livro) 


look 1964

Look Magazine 

Maio 19, 1964

Artigo "Fabulous, Feudal Portugal" com fotografias de Irving Penn 

(clique na imagem para descarregar o livro) 


 

Vogue Korea 

Julho 2015

Reportagem fotográfica com fotografias do Palácio da Bacalhôa

(clique na imagem para descarregar o livro)